02 Dez 2016

Day 15 – The person you miss the most

30 days letter challenge

Como explicar a falta que você faz? Eu mudei, mudei muito durante todos esses anos, e em alguns momentos, eu simplesmente esqueci de você. Te deixei de lado e segui meu caminho, segui aquilo que acreditei ser melhor para mim. Abandonei certezas, convicções que acreditava fielmente e me deixei levar.

Levar para onde você pergunta? Realmente é uma ótima pergunta, porque sem você, eu não sei quem sou, então de que adianta seguir um caminho que provavelmente não me fará feliz?

Foram tantos os motivos, tantos caminhos que não sei realmente dizer em que momento te perdi. Seu senso de justiça, sua garra e sua força são a parte de mim que mais faz falta.

Eu lembro como era quando tinha você, quando me sentia inteira, tudo era tão simples, eu sabia o que queria, você sempre me mostrava, e hoje, sem você, eu percebi que não sou nada.

Aonde você esta? Meu lado de menina, criança travessa que fazia amigos fácil, estava sempre suja de terra, brincando e criando sem medo e sem receio do que os outros iam falar.

Em que momento te perdi? Só me dei conta quando deixei de acreditar em mim, hoje eu vivo perdida, sem saber para onde ir, sem saber o que quero, o que me faz feliz.

Nunca senti tanto essa falta, minha versão pequena, de riso fácil, onde deixei esse meu lado, que não ligava para os outros e simplesmente sentia tudo e abraçava o mundo?

Quando deixei minha parte mulher vencer a parte menina, deixei de acreditar em sonhos, e perdi minha habilidade de decidir por mim mesma, fiquei cética, insegura, completamente perdida. Nunca me senti tão sozinha. Se não te encontrar, como vou poder me encontrar?

#
Sem ComentáriosPostado por: Mari Helou
22 Nov 2016

Day 14 – Someone you’ve drifted away from

30 days letter challenge

Éramos tão próximos, tão presentes na vida um do outro. Eu sempre sabia o que te afligia, e você sempre me consolava. Você ficou comigo nos momentos mais difíceis da minha infância, me ajudou a aguentar praticamente tudo. Era meu porto seguro. E eu, sempre estava ao seu lado, fiquei amiga de todos os seus amigos, era praticamente a única menina no seu grupo de garotos.

Ficava triste quando você ficava com meninas que não eram suficientemente boas para você, e você as deixava de lado pra sair comigo, não é para menos que todas me odiavam. Fomos muito próximos, e então, do nada, as coisas mudaram. Passei a te ver cada vez menos, e cada vez os períodos separados eram maiores.

Eu ligava, você não atendia, eu passava na sua casa, você não estava, eu mandava mensagem e nem sabia se você tinha recebido. E então o tempo foi passando, você namorando e eu namorando, eu nem sei das suas últimas viagens, dos seus momentos mais felizes, e nem das vergonhas que passou nos últimos anos. É como se de repente fossemos dois estranhos.

Nos encontramos algumas vezes e de alguma forma louca, estragamos tudo. Talvez mais eu do que você, mas de qualquer forma, tudo o que fomos talvez nunca mais volte.

As promessas que fizemos foram embora com o vento, as brincadeiras e intimidades que tínhamos ficaram presas nas memórias, tudo o que fomos se perdeu em lembranças, momentos que me fazem sorrir até hoje.

Eu espero que você seja feliz onde quer que esteja e que de alguma forma, em outra vida talvez, possamos recomeçar de onde paramos, possamos corrigir os erros que fizemos e quem sabe, cumpramos aquela promessa que fizemos quando crianças.

#
Sem ComentáriosPostado por: Mari Helou

Postagens recentes

    yule

    Em homenagem ao homem mais doce que já conheci

    E é com pesar que num dia tão bonito eu venha escrever essas palavras. Parte de mim se perde, muitas das nossas memorias pouco a pouco desaparece. Consolo, tristeza, inquietação se misturam em um nó. Aos poucos espero que as lagrimas os desatem. Fico aqui pensando em todas as vezes que não tive paciencia, que […]

    Leia Mais

    30days-quadrada

    Day 21 — Someone you judged by their first impression

    Metida, essa foi a primeira impressão de você, sentada em um restaurante, almoçando com o namorado. Foi ali que te conheci, pensei, nossa, que menina irritante, o que eu to fazendo aqui? Isso foi até descobrir seu gosto por festas, seu lado família e gosto por ficar em casa e ver um filminho. Você tem […]

    Leia Mais

    30days-quadrada

    Day 20 — The one that broke your heart the hardest

    Você que uma vez roubou meu coração, Você não faz a menor ideia do quão bem que me fez, por tantos anos foi a melhor parte da minha vida, por quase uma vida, você esteve presente, você chegava, devagarinho e a tristeza ia embora, você tinha um jeito todo seu de me dizer que tudo […]

    Leia Mais